Transplante Capilar - A Cirurgia

O anestesista acompanha todo o procedimento garantindo segurança e conforto para o paciente.
Transplante capilar - Técnica cirúrgica

Como toda cirurgia o transplante capilar é realizado em ambiente hospitalar, com toda a segurança necessária a um ato cirúrgico.

Esta é fundamentalmente uma cirurgia de equipe. Nesta cirurgia em especial, além dos cirurgiões, a equipe conta com anestesista, médicos assistentes que auxiliam na colocação das unidades foliculares e mais técnicas cirúrgicas treinadas no preparo das unidades foliculares.

Assista animação em 3D

A cirurgia passo à passo

Anestesia

Logo que entra na sala de cirurgia, já sob o efeito do sedativo oral, o paciente recebe uma sedação venosa bem leve, mas suficiente para mantê-lo dormindo durante todo o procedimento. Após a anestesia local é retirada a área doadora previamente marcada na parte posterior e lateral do couro cabeludo.

retirada da área doadora, preparação das unidades foliculares

Remoção da área doadora

É removida uma faixa longa e estreita (de orelha a orelha) de couro cabeludo da região da nuca. Normalmente a área doadora é retirada em duas etapas. Primeiro uma metade que via sendo preparada enquanto a segunda metade permanece no couro cabeludo. Quando quase todos os fios da primeira metade estão implantados, é retirada a segunda metade. Essa tática diminui o tempo que os fios permanecem fora do couro cabeludo, aumentando assim a taxa de integração dos mesmos.

Preparação das unidades foliculares

Logo após a retirada, a faixa de couro cabeludo é entregue à equipe de técnicas cirúrgicas que inicia o preparo das unidades foliculares sob magnificação. As unidades preparadas são conservadas em uma solução apropriada.

Fechamento da área doadora

Enquanto a equipe de técnicas faz o preparo das unidades foliculares, a incisão é fechada e os pontos serão cobertos pelos cabelos vizinhos. Já após a cirurgia não se percebe a incisão. Após alguns meses apenas uma discreta cicatriz ficará no local da retirada.

Implante das unidades foliculares

Quando terminamos o fechamento da área doadora, já temos várias unidades foliculares preparadas e conservadas em solução apropriada. Iniciamos então o implante propriamente dito dessas unidades a partir da linha anterior que foi definida em conjunto com o paciente antes da cirurgia. Utilizamos usualmente a técnica do stick-and-place, onde o cirurgião principal faz a incisão e a assistente coloca gentilmente a unidade folicular nesta incisão.

Incisões

A incisão é feita com agulhas ou lâminas de microcirurgia com menos de um milímetro de espessura. Utilizamos um bisturi regulável que garante que a profundidade da incisão seja exatamente o comprimento da unidade folicular, evitando-se assim lesão de vasos sanguíneos do couro cabeludo. O bisturi é posicionado pelo cirurgião e controla a direção de crescimento dos fios, que deve ser similar ao crescimento dos cabelos da região implantada.

Naturalidade no transplante capilar

Naturalidade

Na parte anterior são implantadas as unidades mais finas (chamadas por alguns de ultra-fines) para criar um degrade que garante a naturalidade do implante nesta região, onde é mais visível. São implantadas a maior densidade possível para obter volume.

O implante continua simultaneamente ao preparo das unidades foliculares e dura em média 4 a 5 horas.

O curativo

Após o término do implante de todas as unidades foliculares que a área doadora forneceu, lavamos e secamos o cabelo do paciente e fazemos um curativo com gazes acolchoadas e crepon. Este curativo dá muito conforto e segurança ao pacientes. Em alguns casos, quando a área implantada está muito seca, sem nenhum sinal de sangramento liberamos o paciente sem curativo para casa, apenas com um boné cobrindo a área implantada.

Alta hospitalar

O paciente permanece no hospital por algumas horas após a cirurgia até passar o efeito da sedação. A alta hospitalar é dada ao final deste período e o paciente pode ir dormir em casa no mesmo dia. No dia seguinte irá à clínica para lavar o cabelo e receber as orientações pós-operatórias.

As imagens acima são ilustrativas e servem apenas como referência e não como indicação de resultado.

Saiba mais sobre Área Doadora